23/06/2014

Entrevista com a leitora: Amanda Bassuli

Fã de Paulo Coelho, Nicholas Sparks e Augusto Cury, Amanda de Liz Bassuli é uma jovem escritora, que com apenas 14 anos de idade, já realizou o que para muitos é um sonho distante: a publicação de seu primeiro livro.
Diferente da maioria das entrevistas que eu trago para o blog, ela é uma leitora e nos conhecemos na página de facebook do blog. Ela é uma garota incrível, adorei tê-la conhecido.
Abaixo, confiram a entrevista <3
1.: Para quem ainda não conhece seus livros, fale um pouco sobre “Deus fez você pra mim”?
Então, o nome mesmo já passa para o leitor, a sensação de ser algo muito especial. Deus fez você pra mim, foi meu primeiro livro que narrou a história desde meus 10 anos até os 14. Eu escrevi em homenagem à Mara Waltrick, que foi minha Professora de Língua Portuguesa em 2010. Porém, com o decorrer do tempo, Mara foi deixando de ser uma simples educadora e passou a ser o Anjo da minha vida. É ela que me inspira nas obras literárias, nos sonhos, na vida... Gostar de uma professora é algo muito comum, mas encontrar num simples ser humano, a metade de sua alma, isto é raro. E neste livro, eu conto como nos conhecemos, quando e de que forma ela me ajudou e vem me ajudado nos obstáculos que a vida me impõe. É um livro feito com muita realidade e emoção, tudo ali presente, eu vivi e senti! E ao decorrer do livro, eu mostro como uma simples pessoa, pode se tornar a coisa mais incrível de sua vida!
2.: Quando você viu que havia necessidade de passar para o papel tudo aquilo que sentia em relação à Mara? Quais obstáculos teve que enfrentar tanta na criação, quanto publicação do livro? 
Eu sempre escrevi muito bem, sempre tive facilidade em desenvolver produções textuais, críticas, crônicas, enfim... Eu estava passando por um momento muito difícil em minha vida. Foi então que uma amiga, Simone Moreira, que também é escritora, me propôs a ideia de um livro. Então eu pensei: "Mas livro sobre o quê?". Então eu pensei que escrever sobre alguém que me fazia bem, seria uma saída deste labirinto de emoções pelo qual eu estava passando. Foi neste momento em que comecei a registrar minha história. Durante a criação do livro, eu enfrentei obstáculos como o preconceito. As pessoas diziam: "Escrever? Que perda de tempo." E eu me sentia muito inferior ao ouvir isso. Já na publicação, meu maior obstáculo foi a escolha da data, era época de ENEM e as pessoas estavam muito ocupadas.
3.: Como soube lidar com as críticas e a continuar perseguindo seu sonho? Para mim, há dois tipos de críticas: A crítica que te constrói e a crítica que é feita na tentativa de te derrubar. E era isso que as pessoas tentavam fazer, me derrubar! Porém eu sempre pensava assim: "O meu dia vai chegar!" E chegou mesmo. Eu pude mostrar que escrever não é perda de tempo, e que este era o meu dom, a minha qualidade. Então quando me criticavam, eu apenas ignorava, pois sabia que eu estava fazendo a coisa certa e que o sucesso seria a consequência de tanto esforço.
4.: No seu atual projeto, “Por toda a eternidade”, qual a mensagem que pretende passar para o público? Pretendo mostrar as pessoas, que tudo tem uma razão, mesmo que não saibamos a compreende-la. E que a vida é um grande jogo de ganhos e perdas.
5.: Falar sobre traição, ainda mais de amigos, é algo que vem apresentando dificuldade para você? Atualmente, não. Mas isso já aconteceu muito em minha vida.
6.: De onde surgiu tanta inspiração para escrever? Se baseou em si mesma, ou talvez, na história de alguém próximo? Acho que a inspiração é a consequência da escrita. Quando eu escrevo, sobre qualquer tema, eu busco inspiração em tudo. Nas histórias que já ouvi, nos problemas que já consegui enfrentar ou até mesmo em algo que já li. Eu sou do tipo de pessoa, que para, vê uma pedra, e se inspira. Ás vezes eu olho para o céu, e recebo uma carga de inspiração. Fico feliz quando as emoções fluem, eu me sinto melhor e escrevo melhor.
7.: Como seus familiares e amigos lidam com todas as suas conquistas? Te apoiam? Meus familiares não entendem que Ser Escritora é algo que eu amo e que faz parte de mim. Não buscam opinar em minhas decisões, eu mesma não gosto que isso aconteça. Mas meus amigos, ele me ajudam, me dão apoio e sempre me aconselham a continuar. Muitos deles até brincam dizendo: "Quando você for famosa, lembra de mim!" Eu gosto da situação. Acho importante ter amizades, que além de verdadeiras são primordiais.
8.: Para finalizar, deixe alguma mensagem para todos os leitores. Agradeço a vocês por fazerem o mundo girar. Quem lê muda o mundo com sua cultura e inteligência, fornece a sua mente uma proporção maior. Não desistam de seus sonhos. Se você é capaz de sonhar, é capaz de realizar! A vida é uma chance que recebemos, não devemos desperdiçá-la. Um grande abraço!

11 comentários:

  1. Ju, não sabia que você era do tipo de Entrevistas. (aliás, você não tem um tipo, é única e eu adoro isso).
    Então, passei só pra dizer que postei uma história no Escrevendo Meu Livro hoje, e preciso da opinião das pessoas para saber se continuo.
    Conto com o seu comentário, sua crítica e opinião <3
    Se alguém aqui que estiver lendo isso se interessar, eu suplico que critiquem também! São todos bem-vindos, como sempre!
    Beijos com muito carinho, Lu.
    http://escreveendomeulivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Lu! Eu faço Entrevistas há um tempo, parei, depois voltei hahah.
      Obrigada, querida <3

      Já comentei lá :*

      Excluir
    2. Oiiii!!! Eu lerei sim Luma!!!!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Oii! Mande seus dados por email na caixa de Contato (tenho que te conhecer heheh).

      Abraços.

      Excluir
    2. Ok obrigada, logo mandarei dlse precisar. E acho bom entrevistar novos escritores, tipo Giovanna Belle, Hannah Dalcin, Anna Dolman…etc.

      Excluir
    3. Eu pensei nisso também, porque o foco das entrevistas até agora é com escritores que já tem pelo menos uma obra concluída (seja ela publicada por editora ou não).
      Enfim, to precisando de novas ideias para o blog, e essa pode entrar para o planejamento do 2º semestre do ano.

      Abraços.

      Excluir
  3. Oi!Eu queria postar um artigo sobre como escrever um livro Eu posso enviar por outra pessoa? Seila uma amiga minha pelo facebook? Ou uma conhecida? A vizinha da minha amiga da aula de ingles tem facebook.

    ResponderExcluir
  4. simplesmente incrível esta entrevista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado *-*

      Abraços.

      Excluir