27/07/2015

Carta aberta ao irmão


Caro irmão, 

Pensei, por muito tempo e em ordem linear, as coisas que eu gostaria de lhe dizer. Coisas que seria conveniente relembrar, como alguma briga na infância; ou dizer o quanto o tempo e a maturidade nos fizeram bem, por não precisarmos mais brigar como antes. 

Pensei, e cheguei à conclusão de que não há muito a lhe dizer, mas acima de qualquer coisa, agradecer. Por tudo! Pela presença em minha vida. Constituir uma família não é tarefa fácil, mas por anos nossa família tem sido eu, você e a nossa mãe. E pense só, esse ano será o último antes de você ter uma nova família. A sua família! E tudo bem, sabíamos que uma hora ou outra isso viria a acontecer. 

Lembra quando cantávamos no karaokê do DVD lá de casa, vez ou outra com os primos reunidos? Ou então, todas aquelas vezes que eu fazia você ir até a cidade vizinha para comprar figurinhas para o meu álbum do High School Musical? (Quantos anos eu tinha mesmo? Parece que faz tanto tempo). Só sei que da última vez que pedi que comprasse aquelas figurinhas para mim, foi a mesma tarde em que o vovô morreu. 

Olhe só o quanto crescemos desde então. E a vida nos tem impulsionado a viver caminhos diferentes, tão distantes um do outro, mesmo morando ainda na mesma casa! A vida é assim, não é? Podemos lutar lado a lado, mas lá na frente, os caminhos se desviam. 

Crescemos, mas por dentro, nunca deixaremos de ser aquelas duas crianças que vez ou outra brigavam, mas sempre faziam as pazes, pois não existem irmãos que não possuam desavenças. E por mais que elas não sejam tantas agora, uma dia ficarão apenas em nossas memórias. 

Agradeço à você, por tudo o que já me fez. E nesse ponto, se eu for exemplificar, levarei uns dois textos mais para concretizar. Mas, quero que você saiba, que existem irmãos que fazem um papel de pai - melhor do que muitos pais - na vida de suas irmãs mais novas, e tenho a certeza de que você é um deles. 

Por todos os puxões de orelha - confesse que em uns casos, eu mereço. Por todas as vezes em que você conseguiu me compreender, e pelos momentos em que confiou em mim para contar coisas que não são fáceis de se dizer para qualquer pessoa. 

Por você ser quem você é, desse jeito incrivelmente oposto à mim, mas que me completa. Pelo seu carisma que consegue alegrar o dia de qualquer pessoa (vez ou outra, irritar. Mas, convenhamos, isso faz parte!). Pela juventude que existe dentro de você. Por todos os sonhos que você tem, e na capacidade que possui para persistir em cada um deles. 

Por ser essa pessoa que eu admiro tanto, em todas as suas virtudes e defeitos. Por ser alguém tão presente, persistente e que me ensinou a batalhar por aquilo que se quer. 

A vida não tem sido fácil, mas ter você como irmão, é uma das coisas que faz cada dia valer a pena. 


(Feliz aniversário, Anselmo! 
Sua irmã, 
Ju Rodrigues.)

13 comentários:

  1. Que texto lindo! Emocionei ;)
    Não tenho irmãos e não tenho vontade de ter a muito tempo, mas confesso que agora rolou aquele apertozinho no peito por não ter alguém que possa me fazer sentir assim.

    Beijos!
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari,

      Obrigada! Ter um irmão tem lá suas vantagens (como tudo na vida, rs).

      Abraços.

      Excluir
  2. Oi, Ju!

    Que texto tocante! Gostaria de ter visto reação de seu irmão ao lê-lo! Feliz família à vc!
    Bjks e boas leituras!

    www.linguaeliteratura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fabi =)

      Ele me respondeu no Facebook mesmo, hehe.

      Abraços.

      Excluir
  3. Oi, Ju!

    Que texto tocante! Gostaria de ter visto reação de seu irmão ao lê-lo! Feliz família à vc!
    Bjks e boas leituras!

    www.linguaeliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que belo texto Juliana.
    é lindo ver alguém que expressa seus sentimentos através das palavras, e mais lindo ainda ver esse sentimento valorizando a família.
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mah!

      Muito obrigada, de verdade ♥

      Abraços.

      Excluir
  5. Oi, Juliana, tudo bem?

    Parabéns pelo texto, muito bonito mesmo! Tenho certeza que seu irmão ficou muito emocionado ao lê-lo.
    Eu sempre quis ter um irmão, mas Deus só me deu uma irmã. Mas ela é uma irmã maravilhosa, então essa frustração não existe mais (só quando a gente briga)! hahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tamires! Tudo sim e contigo?

      Muito obrigada ♥
      Acho que ele gostou, rs.
      Eu sempre quis ter uma irmã, mas imagino que irmãs briguem mais do que irmãos (principalmente quando o assunto é roupa e maquiagem, rs).

      Até mais.

      Excluir
  6. Que bela homenagem! Parabéns! Muito bonita.
    Realmente, a vida nos coloca em rotas diferentes, mas as lembranças sempre ficam.

    http://www.jj-jovemjornalista.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada =)

      Pois é, a vida sempre nos leva para rumos diferentes.

      Até mais.

      Excluir
  7. Oi Ju!!
    Que linda sua carta... eu não tenho irmão...nem irmã, simplesmente não posso saber como é esse sentimento, mas quando vejo meu marido e minha cunhadas juntos, se apoiando tenho uma invejinha... gostaria de ter uma pessoa assim um irmão...

    Bjinhos
    JuJu
    www.asbesteirasquemecontam.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Juju!

      Pois é! Tem aqueles que amam ter um irmão, outros não se vêem sem. E quem não tem, é feliz do mesmo jeito! Hahah.

      Abraços, querida.

      Excluir