30/03/2016

|RESENHA|: A Fada Madrinha, Kate Willians

Fala, galera! Quem acompanha o blog, sabe que eu A-D-O-R-O os livros da Editora Arwen, e como eu tenho parceria com ela, consigo ler todos os livros que tenho vontade. Em janeiro, fiz uma resenha de Distopia (confiram clicando aqui), da autora Kate Willians.

Por ter gostado bastante da escrita da Kate, eu estava bem empolgada para ler A Fada Madrinha, embora os gêneros fossem completamente diferentes, eu sempre gostei de Contos de Fadas e acompanhei quase tudo o que a Kate publicava no Facebook sobre o livro.

Quer saber mais? Então continue conferindo, pois quero que vocês conheçam e se encantem por este livro tão divertido e fofo!


Título: A Fada Madrinha
Autor: Kate Willians
Gênero: Romance / Fantasia
Ano: 2015
Idioma: Português
Páginas: 248
Onde comprar: Arwen Store
Sinopse: "Uma princesa mal humorada. Um príncipe nada encantado e uma fada para lá de atrapalhada. Isso vai terminar em casamento ou em uma grande confusão?
O sonho da fada Emily sempre foi ser responsável por um “Felizes para Sempre” e ela está disposta a tudo para realizar seu sonho.
A princesa Cate nunca quis o seu “Felizes para Sempre”, mas não está nada conformada com seu destino.
Harry não está nem aí para o “Felizes para Sempre”, só quer se livrar da chata da Cate.

Quando todos precisam trabalhar juntos para restaurar a ordem no mundo das fadas, o que era importante torna-se insignificante e grandes verdades são reveladas. Tudo com muito humor e diversão."

Tudo começa quando Emily, já de cara, demonstra que é gente como a gente (apesar de ser uma Fada), e se 'aventura' em um encontro às cegas. Acontece, que aquele encontro havia sido forjado pela sua irmãzinha amada, para que ela se encontrasse com o gnomo que era perdidamente apaixonado pela nossa Fada Magia. 

Emily não suporta Hector, o gnomo, e apesar do encontro desastroso, ela precisará ser mais maleável com ele, quando uma grandiosa missão chega à Fairyland: uma das fadas madrinhas terá que atender o pedido de uma princesa. Esse sempre foi o grande sonho da vida de Emily, e para atingi-lo, ela se dispõe a fingir que está namorando Hector (pois ele é o responsável por decidir quem ficará com a missão), mesmo que para isso, ela magoe seu melhor amigo, William. 

É válido dizer que desde o primeiro momento em que o Will apareceu, já estava na cara o cheiro de friendzone que rolava ali. Ele estava claramente apaixonado pela Emily, mas a fadinha apenas pensava em sua 'carreira', sem se dar conta do amor que existia pelo elfo por ela. 

Bom, nem o melhor amigo apaixonado de Emily a impediu de vir ao nosso mundo, e fazer o Final Feliz para a Princesa Catarina, o perfeito oposto de qualquer estereótipo de princesa. Rebelde e irreverente, Cate odeia a ideia de seus pais a obrigarem a se casar com o Príncipe Harry.

Seu maior desejo mesmo, é viajar o mundo inteiro e ser independente. Agora, a fadinha Emily terá a dura missão de tentar convencer a princesa rebelde a aceitar o final feliz de Contos de Fadas, mas antes, elas irão se meter em inúmeras encrencas, ao lado da irmã mais nova de Cate; Nora.

O livro apresenta personagens principais com personalidades marcantes e irônicas (adorei), senso de humor divertido e referências ao mundo real, misturando ficção com realidade, em uma perfeita sincronia.

Ele traz a marca da Kate. Quem já leu Distopia, sabe perfeitamente como ela divide os capítulos e apresenta os acontecimentos, e esse estilo é marcado em A Fada Madrinha também. Isso é ótimo! Cria uma marca registrada para o autor, e nada melhor do que um escritor que tenha seu próprio estilo de escrever, mesmo que em gêneros tão diferentes.

Embora eu tenha achado alguns clichês no livro, não foi nada que tornasse a leitura chata. Muito pelo contrário! Eu torcia para aquilo acontecer, vibrava pelos personagens, e quando acontecia, a Kate sempre achava um jeito de surpreender.

Aos poucos, vamos simpatizando com a Emily, Nora (que é um amorzinho, desde o início), com a Catarina, Harry e, claro, com o William. Vocês não fazem ideia do quanto eu torci pelo fim da friendzone entre o elfo e essa fada cabeça-dura.

É o tipo de livro que você não irá desgrudar os olhos, pois a leitura é tão leve e flui de uma maneira divertida, que dá aquela vontade de saber de uma só vez tudo o que acontece. E fora a expectativa para que aqueles acontecimentos que você tanto espera, ocorram logo.

A Kate soube conduzir muito bem o livro, dando a atenção necessária às fadas, sem deixar totalmente de lado a princesa e o nosso mundo real. Recheado em momentos que marcaram, é um livro perfeito para quem busca um entretenimento num final de semana e ama contos de fadas (e para quem não gosta, também. Hahaha!).

Gostei do livro. Recomendo muito! Para comprar, basta clicar aqui: Arwen Store

Abraços,

Ju. 

6 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa Ju, amei tanto mais tanto! Obrigada, do fundo do meu coração, fico muito feliz quando leio resenhas como as suas e percebo que a minha escrita ta fazendo a diferença. É nessas horas que percebo que jamais devo desistir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz, Kate! Seu livro me encantou de diversas maneiras.

      Não desista, hehe.

      Abraços.

      Excluir
  2. que legal. Amei a resenha. Gosto muito desses livros mais leves, ainda não conhecia a autora, mas quero ter o prazer de ler em breve. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito bom. Distopia também.

      Abraços.

      Excluir
  3. Oi Ju!
    Tô me sentindo pequena aqui, eu não conhecia a autora e nem o livro.
    E olha só por coincidência estou um livro que é a história de uma elfa rs
    Bom... vou pesquisar mais sobre a autora , já vi onde comprar e quem sabe volto pra trocarmos figurinhas rs
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, ótimo, Marcia. Recomendo a leitura, é muito boa.

      Abraços.

      Excluir